Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

PPI/Casa Civil promove 2º Workshop Tecnologia e Licenciamento Ambiental

Home > Notícias > PPI/Casa Civil promove 2º Workshop Tecnologia e Licenciamento Ambiental

12 de agosto de 2019

PPI/Casa Civil promove 2º Workshop Tecnologia e Licenciamento Ambiental

2º Workshop Tecnologia e Licenciamento Ambiental

A Casa Civil da Presidência da República, por meio da Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) irá promover e mediar, em 29 e 30 de agosto de 2019, o 2º Workshop Tecnologia e Licenciamento Ambiental. 

A partir da criação da Secretaria de Apoio ao Licenciamento Ambiental e à Desapropriação, intensificou-se o estímulo à disseminação de boas práticas de gestão que demonstrem aumento de eficiência e efetividade nos procedimentos relacionados ao licenciamento ambiental. Por meio destes eventos o PPI demonstra o apoio à modernização dos processos de forma a construir possibilidades de melhorias na gestão ambiental das obras de infraestruturas e nos órgãos licenciados e envolvidos no processo de licenciamento ambiental.

Para efetuar a inscrição, clique aqui.

São convidados para participar especialistas de empresas privadas e órgãos públicos relacionados ao tema. Confira a programação com a apresentação dos palestrantes e descrição das respectivas ferramentas.

Programação

Dia 29 (Quinta-feira)

9h - Credencimento

9h30 - Abertura - Secretária de Apoio ao Licenciamento Ambiental e Desapropriações, Rose Hofmann

9h50 - Marcos Vilela - Caruso Jr.
Sistema: Sistema de Gestão Caruso Jr.
O Software da CARUSO JR é uma suíte de soluções que subsidia os estudos de viabilidade, licenciamento, monitoramento e gestão ambiental. Desenvolvemos produtos para atender todo o ciclo da implantação de um empreendimento. Nossas soluções em ambiente web são todas georreferenciadas com integração mobile, gestão documental e dashboards gerenciais. Oferecemos aplicações web para diferentes níveis de stakeholders com apresentação de resultados, séries históricas, integração de programas e gestão de condicionantes. Atualmente estamos desenvolvendo um novo software de produção de dados utilizando Inteligência Artificial que vem apresentando resultados promissores para mapeamentos, Drenagem, APPs, detecção de mudanças e gestão territorial.  
 
10h30 - Luiz Arlindo Kohler - Ecosoft
Sistema: Ambion
O Ambion é a mais nova ferramenta de monitoramento de dados ambientais produzido pela EcoSoft,  uma ferramenta web que proporciona uma gestão avançada do planejamento, gerenciamento e análise do monitoramento ambiental. O Ambion possui uma versão web para utilização em desktop e notebooks, além de uma versão mais reduzida para acesso em dispositivos móveis (tablet e smartphones) totalmente integrados a dados de monitoramento globais, base de dados Geoserve e serviços de IoT, tonando a gestão dos dados ambientais  mais simples.
 
11h10 - Marcus Lisbôa - Arpel
Sistema: Retos
RETOS® é uma ferramenta de avaliação única para ajudar os governos e as empresas a avaliarem seu nível de planejamento e prontidão para o gerenciamento de respostas ao derrame de óleo em relação aos critérios preestabelecidos comumente acertados, considerando as melhores práticas internacionais de gestão, e identificar as oportunidades de melhoria contínua.
 
11h50 - Debate
 
14h - Thierry Jean - OpenStreetMap 
Sistema: OpenStreetMap/Mapillary
A importância da colaboração nas cidades inteligentes. Apresentando dois projetos colaborativos: o OpenStreetMap, o Wikipedia dos mapas e o Mapillary, plataforma global que permite a subida de fotos ao nível da rua e a interpretação do que há nelas com visão computacional.
 
14h40 - Paulo Mario - Ecology
Sistema: Sistema de Gestão Ecology
A Ecology Brasil trará dois cases de aplicação de sistemas nas suas operações. O sistema AVGeo Ecology, voltado para gestão ambiental em obras, funcionalidades de coleta de dados mobile, integração Web em tempo real, georreferenciamento, exportação de relatórios em diferentes formatos de arquivo e Dashboards. Também será apresentada a experiência de utilização de aplicações do pacote ArcGIS online, associado a novas abordagens metodológicas, com coleta de dados mobile com o Survey123 e o Dashboards, para visualização de resultados estratégicos.
 
15h20 - Debate
 
16h20 - Rodrigo Ferreira da Silva - Cetesb
Sistema: Sala de Cenários
O Geoportal Sala de Cenários fornece recursos geotecnológicos web para o acesso e análise técnica, pelos técnicos e corpo gerencial da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) e Secretária de infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA), das informações organizadas e georreferenciadas dos empreendimentos licenciados e em licenciamento com avaliação de impacto ambiental, associados aos dados gerenciais, características técnicas e indicadores do impacto ambiental. A segunda etapa do projeto, em andamento, deverá contemplar acesso rápido aos dados de monitoramento ambiental (água, flora e fauna) e demais informações geográficas que também fazem parte desses licenciamentos, além de abrir o acesso aos empreendedores, consultores e demais participantes do processo de licenciamento.
 
17h - Felipe Del Nero - Geoambiente
​Sistema: Gofield Collector/Curupira
O sistema Curupira é uma solução de Inteligência Geográfica desenvolvido para a Secretaria Estadual de Meio Ambiente da Bahia e Inema. O Sistema busca dar maior eficiência às ações de monitoramento e fiscalização de mudanças na cobertura vegetal e uso do solo no Estado da Bahia.Desenvolvido com recursos tecnológicos como Big Data, Data Science, Inteligência Artificial em ambiente de computação na nuvem, o Sistema Curupira é composto por 4 módulos: Área sem vegetação nativa até 07/2008, Decremento de vegetação nativa, Regeneração da vegetação nativa e Área agrícola irrigada.Trata-se de uma plataforma de integração dos resultados provenientes de rotinas de processamento de séries multitemporais de imagens de satélite com os dados provenientes do Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais e Sistema Estadual de Informações Ambientais. O sistema monitora mudanças na vegetação natural e uso do solo, cruza as informações com os sistemas ambientais do Estado e aponta indícios de irregularidades, como desmatamento sem autorização, área irrigada sem indício de outorga e falta de indícios de regeneração em áreas de reserva legal ou APP a recuperar. O Curupira também emite alertas para nortear a fiscalização ambiental.
 
Sistema: Go Field Collector
O Go Field Collector é um sistema desenvolvido pela Geoambiente para otimizar o tempo e recursos dos profissionais que realizam trabalho de campo. Utilizando dispositivo móvel, o profissional realiza a captura dos dados de cada ponto (mesmo sem sinal de rede), incluindo textos, geolocalização e imagens. Quando retorna a uma área com conexão à Internet, os dados coletados sobem automaticamente para a nuvem. E então, acessando o sistema pelo desktop, é possível visualizar os pontos capturados em campo sobre o Google Maps, realizar alterações e gerar, automaticamente, relatórios de campo sobre os pontos da missão.
 
Sistema: Sala de Cenários - CETESB
A Sala de Cenários foi desenvolvida pela Geoambiente para a CETESB - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, com o objetivo de levar agilidade aos seus processos de licenciamento ambiental.
Trata-se de um sistema web para a análise integrada dos processos de licenciamento ambiental, que une em um único ambiente na nuvem, todas as solicitações de licenciamento, documentos e estudos que acompanham tais solicitações, bem como os dados oriundos de empreendimentos já licenciados. Este ambiente é integrado ao banco de dados ambientais da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.Esta integração, aliada às inúmeras ferramentas de análise espacial do sistema Sala de Cenários, facilita o acesso às informações sobre os impactos cumulativos de vários projetos que podem ser vistos e analisados simultaneamente. O sistema proporciona uma visão integrada e multiusuário sobre os planos e ações que ocorrem numa mesma região e assim, agiliza o processo de análise e de licenciamento, evitando a solicitação ao empreendedor de informações, mapas e relatórios já existentes no sistema. A Sala de Cenários diminui o tempo de emissão do licenciamento ambiental e confere maior assertividade e eficiência ao processo.
 
17h40 - Debate
 
 
Dia 30 (Sexta-feira)
 
9h - Fernanda Zimmermann Teixeira - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Sistema: Siriema
As funcionalidades do software Siriema para responder perguntas importantes dentro do processo de avaliação e planejamento da mitigação de mortalidade de fauna em infraestruturas de transporte, bem como a importância dessas avaliações e do uso de ferramentas para aumentar a robustez e a qualidade da tomada de decisão. 
 
9h40 - Rodrigo Affonso Albuquerque Nóbrega - Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Sistema: Modelagem de Sistemas Ambientais 
A apresentação terá como tema “Inteligência Geográfica para Modelagem de Corredores de Viabilidade”,  e trará como principal mensagem o uso de geotecnologias para efetiva modernização do planejamento de transportes. A modelagem visa capacitar a equipe gestora a operar, de forma organizada,  transparente e eficiente, com desafios atuais como os grandes volumes de dados, a complexidade das políticas públicas, ambientais e de transporte, e a integração de diferentes atores na tomada de decisão.  A apresentação consistirá na introdução da técnica de modelagem e geoprocessamento utilizada para cálculo e mapeamento dos corredores de viabilidade, por sua vez introduzindo técnicas de análise multicritérios em Sistemas de Informações Geográficas (SIG). Serão mostrados exemplos do modelo adaptado para projetos em Ferrovias, Rodovias e Linhas de Transmissão de Energia desenvolvidos na UFMG, e um estudo de caso recente apontado pela SPPI para dois segmentos rodoviários no Estado do Mato Grosso (BR-080 e BR-242) em áreas ambientalmente sensíveis e com fortes alterações na paisagem causadas pela pastagem e mais recentemente pela agricultura.
 
10h20 - Daniel Anton - Arcardis
Sistema: Sigla
No acompanhamento dos licenciamentos ambientais  observa-se a necessidade de gestão de centenas de  documentos, de condicionantes e ações. O    desenvolvimento da ferramenta digital objetivou ampliar  a  boa prática de gestão, de maneira integrada, dos processos de licenciamento ambiental, de modo a obter  visão e controle integrado sobre os processos, ampliando assim a agilidade e capacidade de tomada de decisão.
 
11h - Debate
 
14h - Fernando Zago Lóes Moreira - Zago
Sistema: Sistema de Gestão Zago
Gestão Ambiental Inteligente: reduz custos e tempo. Case sobre o uso de modelos preditivos envolvendo fauna, arqueologia e cidades inteligentes. E como o IVUUP se tornou a plataforma que as equipes usam para trabalhar, se comunicar, ter acesso simples as informações e documentos, permanecendo integradas e focadas nas metas, aumentado a produtividade e criando verdadeiramente estudos, produtos e projetos com inteligência geográfica e orientados a dados.  
 
14h40 - Daniela Pedroza / Gabriel Pontes - Verde Ghaia
Sistema: Sogi
O Sogi é um software online voltado para instituições públicas, empresas, indústrias, startups, projetos ou profissionais autônomos que necessitam: Conhecer e gerenciar as legislações e outros requisitos aplicáveis; Gerenciar os Aspectos Ambientais e fazer a correlação com as legislações; Gerenciar os Perigos e Riscos da SSO e fazer a correlação com as legislações; Conhecer e controlar as não conformidades e tratativas; Realizar de forma periódica auditorias de conformidade legal para avaliação do atendimento à legislação e possíveis riscos por não  atendimento; Atender normas de certificação, no que se refere ao controle dos requisitos legais, tratamento de não conformidades e melhoria contínua do Sistema de Gestão.
 
15h20 - Debate
 
16h20 - Arthur Bragança - Climate Policy Initiative 
Sistema: AMCPL
A abordagem de “acesso a mercado” desenvolvida por pesquisadores do Climate Policy Initiative (CPI) / Núcleo de Avaliação de Políticas Climáticas da PUC-Rio (NAPC/PUC-Rio) combina modelagem econômica, algoritmos de pesquisa operacional e modelos estatísticos para identificar a área de influência e o risco ambiental de investimentos de logística em fase de planejamento, análise de viabilidade e implementação. A apresentação descreverá as principais características da abordagem e apresentará previsões que estão sendo desenvolvidas em parceria com o BNDES sobre a área de influência e o risco ambiental da EF170 (Ferrogrão).
 
17h - Paula Durante Tagliari - VALEC
Sistema: Valec Ambiental
O VALEC AMBIENTAL apresenta informações de diversas temáticas dos empreendimentos da VALEC. O método desenvolvido pela equipe da SUMAD, em sua primeira versão, foi customizado para atender internamente a VALEC e ao público externo. É um sistema que integra softwares de Sistemas de Informações Geográficas (SIG) e Business Intelligence (BI) em uma plataforma web de visualização de indicadores e dados geoespaciais, que visam apresentar, em forma de painéis e mapas, as informações dos empreendimentos da VALEC. As informações disponibilizadas se referem à imagens de drones, áreas e viveiros de plantio compensatório, áreas de compensação ambiental, ocorrências ambientais, passagens de fauna, desapropriação de áreas, prospecções e monitoramentos arqueológicos, , entre outros. 
 
17h40 - André Sócrates de Almeida Teixeira - Ibama
Sistema: Sinaflor
O Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor) integra o controle da origem da madeira, do carvão e de outros produtos ou subprodutos florestais, sob coordenação, fiscalização e regulamentação do Ibama. O Sinaflor foi instituído pela Instrução Normativa n° 21, de 24 de dezembro de 2014. As atividades florestais, empreendimentos de base florestal e processos correlatos sujeitos ao controle por parte dos órgãos do Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama) serão efetuadas por meio do Sinaflor.
 

18h20 - Debate

 

Conheça os palestrantes:

 

 
Serviço:
Data: 29 e 30 de agosto de 2019
Hora: 9h às 12h e 14h às 18h
Local: Auditório do Ministério de Minas e Energia (MME) - Bloco U (Subsolo) - Brasília (DF)

Leia outras notícias

  • Leilão da 16ª Rodada de licitação de blocos exploratórios de petróleo e gás rende R$ 8,9 bilhões à União em bônus de assinatura

    Continue lendo
  • PPI/Casa Civil propõe modernização da legislação de infraestrutura

    Continue lendo