Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Governo Federal lança Setembro Ferroviário para atrair investimentos para o setor de transportes no país

Home > Notícias > Governo Federal lança Setembro Ferroviário para atrair investimentos para o setor de transportes no país

03 de setembro de 2021

Governo Federal lança Setembro Ferroviário para atrair investimentos para o setor de transportes no país

Setembro Ferroviário

Cerimônia no Palácio do Planalto marca a entrega de 10 pedidos para a construção de 3,3 mil km de trilhos dentro do programa Pro Trilhos, criado pela MP 1.065/2021, que estabelece o regime de autorização ferroviária, que desburocratiza e simplifica o investimento em ferrovias no Brasil. 
 
Três desses pedidos que totalizam 647 km compõem o projeto da Ferroeste, que foi qualificado no PPI por meio do Decreto nº 10.487/2020.

O Governo Federal lançou nesta quinta-feira (02/09) “Setembro Ferroviário”, uma série de eventos a serem realizados ao longo deste mês que marcam uma mudança radical no setor ferroviário brasileiro. Fazem parte do Setembro Ferroviário o programa Pro Trilho de autorização para construção de novas linhas férreas e novidades em empreendimentos como a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), Ferrovia de Integração Centro Oeste (Fico) e People Mover. (O people mover faz parte do aeroporto de Guarulhos e vai conectar o aeroporto à estação da CTPM). 
 

Na cerimônia, que contou com a participação do Presidente Jair Bolsonaro, foram realizados 10 pedidos para a construção de novas ferrovias.  Juntas, as solicitações atingem 3,3 mil quilômetros de novos trilhos e R$ 53,5 bilhões de investimentos. 

Com a formalização, realizada nesta quinta-feira, os requerimentos começam a ser avaliados pelo Ministério da Infraestrutura, responsável por emitir as autorizações, caso os empreendimentos cumpram todos os requisitos exigidos pelo Governo Federal.

Entre os ramais solicitados, três são conectados ao projeto da Ferroeste, que foi qualificado no PPI por meio do Decreto nº 10.487/2020. 
 
As novas ferrovias cortam cidades de nove estados em quatro regiões brasileiras: Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí e São Paulo.

Confira onde ficam os novos trechos:

Água Boa/MT – Lucas do Rio Verde/MT: 557 km de extensão, investimento de R$ 6,4 bilhões

Uberlândia/MG – Chaveslândia/MG: 235 km de extensão, investimento de R$ 2,7 bilhões

Estreito/MA – Balsas/MA: 245 km de extensão, investimento de R$ 2,8 bilhões

Shortline entre Perequê/SP – TIPLAN/Porto de Santos/SP: 8 km de extensão, investimento de R$ 100 milhões

Maracaju/MS – Dourados/MS: 76 km de extensão, investimento de R$ 2,85 bilhões

Guarapuava/PR - Paranaguá/PR: 405 km de extensão, investimento de R$ 15,2 bilhões

Cascavel/PR – Foz do Iguaçu/PR: 166 km de extensão, investimento de R$ 6,25 bilhões
 
Açailândia/MA – Alcântara/MA: 520 km de extensão, investimento de R$ 6,5 bilhões

São Mateus/ES – Ipatinga/MG: 420 km de extensão, investimento de R$ 5 bilhões

Suape/PE – Curral Novo/PI: 717 km de extensão, investimento de R$ 5,7 bilhões

 

Leia outras notícias

  • PPI, MDR e Caixa ampliam parceria com Banco Mundial para consultoria em projetos de concessão e PPP

    Continue lendo
  • Publicado o edital da Segunda Rodada de Licitações dos Volumes Excedentes da Cessão Onerosa

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil