Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Resolução aprova modalidade e condições para concessão das Florestas Nacionais de Canela e São Francisco de Paula

Home > Notícias > Resolução aprova modalidade e condições para concessão das Florestas Nacionais de Canela e São Francisco de Paula

20 de abril de 2021

Resolução aprova modalidade e condições para concessão das Florestas Nacionais de Canela e São Francisco de Paula

Resolução aprova modalidade e condições para desestatização das Florestas Nacionais de Canela e São Francisco de Paula
Foi publicada, no Diário Oficial da União desta terça-feira (20/4), a Resolução CPPI nº 170, que aprova a modalidade operacional e as condições aplicáveis à desestatização das Florestas Nacionais de Canela e São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul.
 
O texto ratifica a modalidade de concessão comum para os dois projetos, cujos objetos compreendem o apoio à revitalização, modernização, operação, manutenção e gestão de áreas de uso público das Florestas Nacionais. 
 
O procedimento licitatório deverá ser realizado na modalidade de concorrência, com critério de julgamento de maior outorga fixa e prazo de concessão de trinta anos para ambos os projetos.
 
As duas Florestas Nacionais foram qualificadas no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) por meio do Decreto nº 10.381/2020 e irão compor duas concessão independentes. Após a fase de estudos, os projetos foram submetidos à consulta e audiência pública, tendo sido também avaliados e autorizados para prosseguimento pelo Tribunal de Contas da União, conforme disposto no Acórdão TCU nº 498/2021. Vale ressaltar que a concessão não atribui nenhum direito sobre a titularidade da floresta concedida, ou seja, o patrimônio continua sendo da União, cabendo aos concessionários investir para melhorar as condições e a infraestrutura para visitação às Unidades de Conservação.
 
A iniciativa envolve investimentos da ordem de R$ 9,1 milhões para a Flona de Canela e R$ 4,2 milhões para a Flona de São Francisco de Paula, já nos primeiros dois anos de contrato. Ao todo, entre investimentos em instalações físicas e operação dos serviços de apoio à visitação nas florestas, o valor estimado é de R$ 96 milhões para a Flona de Canela e R$ 74 milhões para a Flona de São Francisco de Paula ao longo do período de concessão.

Cumpridas as etapas de elaboração de estudos, consulta e audiência pública, análise do TCU e, com a publicação da Resolução CPPI nº 170/2021, os projetos de Concessão das Flonas de Canela e de São Francisco já se encontram aptos para a publicação do edital, o que deve acontecer nos próximos dias.

Leia outras notícias

  • Realizada concorrência da Floresta Nacional de São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul

    Continue lendo
  • TCU aprova estudos de concessão da BR-381/262/MG/ES e da Dutra

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil