Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Primeira concessão do setor em dez anos, contrato da Ferrovia Norte-Sul é assinado

Home > Notícias > Primeira concessão do setor em dez anos, contrato da Ferrovia Norte-Sul é assinado

31 de julho de 2019

Primeira concessão do setor em dez anos, contrato da Ferrovia Norte-Sul é assinado

Primeira concessão do setor em dez anos, contrato da Ferrovia Norte-Sul é assinado
Em cerimônia realizada nesta quarta-feira (30), em Anápolis (GO), o Presidente Jair Bolsonaro assinou o contrato de subconcessão entre a União/ANTT e a Rumo Logística, referente à exploração do trecho de 1.537 km da Ferrovia Norte-Sul que liga Estrela D’Oeste (SP) a Porto Nacional (TO). O Ministro-Chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a Secretária Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Martha Seillier, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, entre outras autoridades, estiveram presentes à solenidade.

O projeto é a espinha dorsal do transporte ferroviário brasileiro, permitindo o transporte de cargas do Centro-Oeste e escoamento tanto pelo Porto de Itaqui (MA) como pelo Porto de Santos (SP). “Essas obras de infraestrutura unem o Brasil e trazem o progresso, gerando uma série de benefícios econômicos e sociais a todos os brasileiros. O modal ferroviário é muito bem-vindo”, disse Jair Bolsonaro.

Os estudos estimaram a demanda para 2020 de 1,7 milhão de toneladas de carga, enquanto que, ao final da concessão em 2049, o trecho poderá transportar 22,73 milhões de toneladas. “A Norte-Sul vai integrar o território nacional e reduzir o custo logístico do transporte de cargas”, acrescentou o Ministro-Chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni

A última concessão do setor, realizada em 2007, se referiu ao Tramo Norte da Ferrovia Norte-Sul, que liga Porto Nacional (TO) a Açailândia (MA), e foi concedido em 2007 à VLI, empresa controlada pela Vale, tendo sido este até então o último leilão no setor ferroviário. “A assinatura desse contrato da FNS é motivo de muita comemoração para o PPI. Há mais de uma década não tinha concessão desta natureza e, por isso, é um marco muito relevante para a retomada do setor ferroviário, conectando o Brasil de norte a sul”, assegurou a Secretária Especial do PPI, Martha Seillier.

Prioridade nacional no setor ferroviário, o leilão da Ferrovia Norte-Sul aconteceu no dia 28 de março, em São Paulo. A Rumo Logística foi vencedora do pleito e arrematou a FNS com um lance de R$ 2,719 bilhões e um ágio de 100,92%. O projeto prevê investimentos de R$ 2,7 bilhões, principalmente em construção e aquisição de material rodante (locomotivas e vagões). 

Futuramente, há intenção de conectar ainda mais o interior do país à Ferrovia Norte-Sul. "A subconcessão da Ferrovia Norte-Sul é o primeiro passo de vários outros projetos que ainda serão entregues pelo Governo Jair Bolsonaro no modal ferroviário. Também é importante ressaltar que o concessionário (Rumo Logística) deverá terminar a construção da ferrovia, além de ser responsável pela aquisição de locomotivas, vagões, sistemas de sinalização, entre outros”, explicou o Secretário de Coordenação de Transportes do PPI, Thiago Caldeira. Com a construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), pretende-se permitir o escoamento de cargas da FNS pelo Porto Sul em Ilhéus/BA.

Leia outras notícias

  • Decretos qualificam empreendimentos no PPI/Casa Civil e no PND

    Continue lendo
  • Memorando estabelece comissão apara acompanhar estruturação de concessão de rodovias qualificadas no PPI/Casa Civil

    Continue lendo