Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

PPI participa de seminário sobre 'Revolução Energética' do Brasil

Home > Notícias > PPI participa de seminário sobre 'Revolução Energética' do Brasil

13 de fevereiro de 2019

PPI participa de seminário sobre 'Revolução Energética' do Brasil

Seminário Rio
O secretário de Coordenação de Energia e Aeroportos do Programa de Parcerias de Investimento (PPI), Pedro Bruno Barros de Souza participou hoje (13), no Rio de Janeiro, do seminário “A revolução energética do sistema elétrico brasileiro”, na sede da Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro (Firjan). O evento abordou temas como energias renováveis, redes de transmissão e smart grids, além de apresentar oportunidades de investimentos no setor e possibilidades de negócios entre Brasil e Itália.

O secretário do PPI, que palestrou no segundo painel do evento “Resultados e Perspectivas Futuras para o Setor de Energia”, ressaltou que a Eletrobras é uma das prioridades do setor de energia da secretaria. Pedro Bruno destacou, ainda, que um dos principais gargalos para o avanço da agenda de infraestrutura diz respeito a obtenção de licenciamento ambiental. "Um desafio que se coloca, sobretudo, para hidrelétricas de reservatórios, para que se possa levá-las a leilão”, apontou ele.

Organizado em parceria com a Federação Nacional de Empresas Eletrotécnicas e Eletrônicas (Anie), o evento contou com a presença do Presidente da Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro, Alessandro Barillà, do subsecretário do Ministério do Desenvolvimento Econômico da Itália, Davide Crippa, do embaixador italiano em Brasília, Antonio Bernardini e do cônsul-geral italiano, Filippo La Rosa.
 
Na abertura do seminário, Alessandro Barillà, Presidente da Firjan, falou sobre a extrema relevância do evento pelo momento de forte transformação no setor energético que estamos vivenciando não só a nível Brasil, mas mundialmente. “Uma energia cada vez mais limpa a ser usada de forma mais inteligente, que irá revolucionar também a nossa mobilidade urbana. A experiência e o tamanho das empresas italianas deste setor presentes no Brasil, como Enel, Terna e Sices, será um acelerador na busca de modelos energéticos cada vez mais eficientes e sustentáveis”, disse.

Leia outras notícias

  • Leilão da Lotex tem nova data: 26 de abril

    Continue lendo
  • Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos

    Continue lendo