Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Nova Lei do Gás é aprovada

Home > Notícias > Nova Lei do Gás é aprovada

17 de março de 2021

Nova Lei do Gás é aprovada

Nova Lei do Gás é aprovada

A Câmara dos Deputados aprovou, na madrugada desta quarta-feira (17/3), o Projeto de Lei nº 4.476/2020, a Nova Lei do Gás, que estabelece novo marco regulatório para o mercado de gás natural no Brasil. O texto altera o regramento de atividades previstas no art. 177 da Constituição Federal relacionadas ao transporte, escoamento, tratamento, processamento, estocagem subterrânea, acondicionamento, liquefação, regaseificação e comercialização de gás natural.

A Nova Lei do Gás irá consolidar a formação de um mercado de gás natural aberto e competitivo, permitindo a concorrência entre fornecedores e promovendo a redução do preço final do gás para o consumidor. Segundo dados do Ministério de Minas e Energia (MME), estão previstos investimentos da ordem de R$ 74 bilhões e a geração de mais de 33 mil empregos diretos e indiretos em dez anos.

O Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, celebrou a vitória e lembrou a importância desse grande passo para toda a cadeia do gás e, principalmente, para o consumidor, que será o grande beneficiado. “A aprovação da Nova Lei do Gás é uma vitória da sociedade brasileira”, afirmou.

"Estamos vendo o avanço da agenda legislativa na direção da abertura de mercados, simplificação e desburocratização, bem como mais segurança jurídica para a atração de investimentos privados. Celebramos o novo marco do saneamento, no ano passado, e agora celebramos o novo marco do gás, que contribuirá sobremaneira para a retomada do nosso crescimento", destacou a Secretária Especial do PPI, Martha Seillier.  

Relator do projeto na Câmara, o Deputado Federal Laercio Oliveira (PP/SE) apresentou parecer favorável à rejeição das emendas aprovadas pelo Senado Federal no final de 2020. O Plenário da Câmara analisou o texto e votou pela aprovação da redação original.

Com a nova Lei, a construção e ampliação de gasodutos pela iniciativa privada passará a ser realizada por meio de autorização da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A regra anterior exigia a concessão, isto é, a empresa interessada precisava vencer leilão promovido pela Agência, o que gerava maior morosidade, custos e menor atratividade para os investimentos privados.

Com discussões iniciadas em 2013, o novo regramento é fruto de amplo debate com especialistas do setor e representa um marco, na medida que promove a abertura do mercado de gás natural brasileiro a outros competidores além da Petrobras. Assim, cria-se condições para a redução do preço do gás e, com isso, para a retomada econômica do país.

Clique aqui e veja a cartilha sobre a Nova Lei do Gás disponibilizada pelo Ministério de Minas e Energia. 

Leia outras notícias

  • Realizada concorrência da Floresta Nacional de São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul

    Continue lendo
  • TCU aprova estudos de concessão da BR-381/262/MG/ES e da Dutra

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil