Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Anatel aprova o Leilão do 5G para o dia 4 de novembro

Home > Notícias > Anatel aprova o Leilão do 5G para o dia 4 de novembro

24 de setembro de 2021

Anatel aprova o Leilão do 5G para o dia 4 de novembro

Anatel aprova o Leilão do 5G para o dia 4 de novembro

Segundo a Agência, os documentos serão recebidos até o dia 27 de outubro. A previsão de investimentos é da ordem de R$ 50 bilhões

 

O Conselho de Administração da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), aprovou a realização do Leilão do 5G em sua 16ª reunião extraordinária, realizada nesta sexta-feira (24/9). O edital de licitação das frequências de 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz, o “Leilão de 5G” será realizado no dia 4 de novembro de 2021, na B3.

Segundo o Ministro das Comunicações, Fábio Faria, esta será a maior oferta de espectro da história e se traduzirá em uma revolução para diversos setores, como saúde, logística, indústria, planejamento urbano, segurança e agricultura. “Foram 15 meses de trabalho árduo para deixar esse legado para o Brasil”, afirmou o Ministro Fábio Faria.

A Secretária Especial do PPI, Martha Seillier ponderou que tecnologia 5G é considerada a revolução tecnológica mais importante do último século, e este será o mais importante leilão de radiofrequências já realizado no Brasil e um dos mais importantes do mundo. “Cada vez mais perto de se tornar realidade, os impactos da tecnologia não se limitarão apenas ao aumento de velocidade e maior facilidade nas comunicações, mas trarão uma cadeia de benefícios à população brasileira”, considerou a Secretária.

Para o presidente da Anatel, Leonardo Euler de Morais, a aprovação do edital atende à expectativa de sucesso do leilão para a toda sociedade e para toda a economia do País. Morais ressaltou o aspecto não arrecadatório da licitação, “que tem como ponto central sanar as deficiências de infraestrutura de telecomunicações do País, contribuindo com a retomada do crescimento e do desenvolvimento econômico, com ganhos de produtividade em setores da economia como o agronegócio e a indústria”.

Das faixas de radiofrequência a de 3,5 GHz é considerada a principal banda média harmonizada em caráter global para a tecnologia 5G, por meio da qual os dados serão transmitidos em ultravelocidade. Para se ter uma ideia, enquanto o 4G fornece velocidades de até 1 Gbps, o 5G fornecerá até 20 Gbps com grande redução de latência

Isto é, o 5G tem potencial para revolucionar a indústria de telecomunicações, com conexões mais profundas e chegando a regiões brasileiras que atualmente não têm acesso à internet. Estima-se que, atualmente, 20% dos domicílios brasileiros estejam sem oferta adequada ou desprovidos de serviços. Com o edital do 5G, a conectividade será expandida para todas as localidades acima de 600 habitantes, reduzindo este índice. 

Leia outras notícias

  • Capitalização da Eletrobras: MME aprova diretrizes para definição de preço de Angra 3

    Continue lendo
  • Anac e CCR assinam contrato de concessão dos aeroportos do Bloco Central

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil