Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Leilão da Ferrovia Norte-Sul renderá R$ 2,7 bilhões ao Governo Federal

Home > Notícias > Leilão da Ferrovia Norte-Sul renderá R$ 2,7 bilhões ao Governo Federal

28 de março de 2019

Leilão da Ferrovia Norte-Sul renderá R$ 2,7 bilhões ao Governo Federal

Dois consórcios participaram da disputa pelo trecho que vai de Porto Nacional (TO) até Estrela d’Oeste (SP). Ágio foi de 100,92%

Norte Sul

O consórcio Rumo S.A arrematou o leilão da Estrada de Ferro 151 (EF-151), conhecida como Ferrovia Norte-Sul (FNS), pelo valor de R$ 2.719.530.000, o que representa um ágio de 100,29% sobre o lance mínimo de R$ 1.353.550.000,00. A sessão pública foi realizada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), nesta quinta-feira (28), na Bolsa de Valores de São Paulo, B3, em São Paulo (SP). O contrato de concessão será de 30 anos, não prorrogável. 

O trecho leiloado tem 1.537 quilômetros e liga Estrela D'Oeste (SP) a Porto Nacional (TO), passando por Minas Gerais e Goiás, e atualmente é controlado pela estatal Valec. A Rumo já opera o trecho da Norte-Sul que vai de Estrela D'Oeste até o porto de Santos, ambos no estado de São Paulo.

 "O resultado do leilão de hoje, que foi um sucesso, demonstra a seriedade de um trabalho técnico e profissional do PPI e consolida o fortalecimento técnico e de governança do governo por meio do PPI/SeGov e Ministério da Infraestrutura em parceria com os órgãos de controle (TCU, MPU, Ciset/Segov)", avaliou Adalberto Vasconcelos, Secretário Especial do PPI.

Operação

A Rumo tem dois anos para fazer a ferrovia operar. "Queremos fazer com que a ferrovia opera o mais rápido possível, para gerar caixa”, afirmou o presidente da Rumo, Julio Fontana. "É um bom negócio para nossa companhia e tem sinergia com a nossa operação", afirmou .

A demanda esperada para ferrovia - tanto na malha própria como na de terceiros - em 2020 é de 1,7 milhão de toneladas. Em 2055, deve chegar a 22,7 milhões.

A Rumo disputou a concessão da Ferrovia Norte-Sul com o grupo VLI, que tem Vale, Mitsui e Brookfield entre os acionistas.

 

 

 

Leia outras notícias

  • PPI/Casa Civil participa de Encontro Econômico Brasil-Alemanha

    Continue lendo
  • TCU aprova concessão da BR-101/SC, integrante do portfólio do PPI/Casa Civil

    Continue lendo