Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Petrolina assina contrato de iluminação pública, em PPP modelada pelo BNDES

Home > Notícias > Petrolina assina contrato de iluminação pública, em PPP modelada pelo BNDES

06 de abril de 2021

Petrolina assina contrato de iluminação pública, em PPP modelada pelo BNDES

Petrolina assina contrato de iluminação pública, em PPP modelada pelo BNDES

O município de Petrolina e a concessionária Engie Soluções Cidades Inteligentes e Infraestrutura de Petrolina S.A. assinaram, na última semana, o contrato de Parceria Público-Privada (PPP) para a modernização, expansão e manutenção da infraestrutura de iluminação pública da cidade. O projeto foi modelado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O contrato prevê a instalação de lâmpadas de tecnologia LED nos mais de 36 mil pontos espalhados pelo município, beneficiando uma população de cerca de 350 mil habitantes. Também está prevista a implantação de sistemas inteligentes de operação e monitoramento remoto para iluminação das vias mais importantes da cidade, além de iluminação específica para monumentos e pontos turísticos, melhorando a segurança e a qualidade de vida dos cidadãos petrolinenses.

“Essa PPP modelada pelo BNDES estabelece diversos indicadores e metas operacionais que deverão ser atingidos pela concessionária e que terão impacto em sua remuneração”, explica o superintendente da Área de Estruturação de Parcerias de Investimentos do Banco, Cleverson Aroeira. “Isso permite que o valor efetivamente pago pelo município esteja de acordo com o desempenho real apresentado pela empresa, o que a estimula a investir em bons equipamentos, equipes e processos qualificados para que a população de Petrolina possa usufruir de um serviço público de qualidade”. Ainda segundo Aroeira, a expectativa é que sejam investidos mais de R$ 90 milhões no sistema ao longo dos 20 anos do período da concessão.

“Esta é a primeira PPP de iluminação do Estado de Pernambuco, o que demonstra o pioneirismo e inovação do município para poder garantir um serviço de melhor qualidade”, destacou o prefeito Miguel Coelho. “Além disso, também vamos tornar a cidade mais segura, elevando ainda mais a qualidade de vida da população.”

No leilão, realizado em novembro de 2020, o grupo Engie apresentou proposta no valor de R$ 409.200,00 da contraprestação pública do município (valor que Petrolina pagará pela execução do projeto), com deságio de 67,6% em relação ao limite máximo definido em edital. O valor máximo mensal para oferta no leilão era de R$ 1,263 milhão. A vencedora e outros sete licitantes (investidores interessados) disputaram a PPP fazendo ofertas abaixo dessa quantia. Nesse caso, venceu quem ofereceu maior deságio, com um valor final abaixo da metade do inicial.

Iluminação Pública

A concessão para prestação de serviços de iluminação pública de Petrolina integra a carteira do programa de apoio do BNDES a municípios para o desenvolvimento de PPPs nesse setor. Juntos, os projetos modelados pelo BNDES totalizam mais de 500 mil pontos de iluminação pública e levarão serviço público de melhor qualidade a mais de cinco milhões de pessoas. São esperados impactos positivos diretos na segurança e na qualidade de vida da população, potencialização do turismo e maior dinamismo da atividade econômica das cidades. Além disso, a modernização pela tecnologia LED de novas lâmpadas proporciona ganhos de eficiência energética e sustentabilidade ambiental.

Atualmente, o programa para iluminação pública do BNDES conta com oito projetos, entre os quais cinco já foram a leilão: Teresina, Porto Alegre, Vila Velha (ES) e Macapá, além de Petrolina. Os projetos de Curitiba e Caruaru (PE) têm leilões programados para o segundo semestre deste ano, e o de Jaboatão dos Guararapes (PE) está em fase de elaboração dos estudos técnicos.

(Texto: ASCOM BNDES)

Leia outras notícias

  • Capitalização da Eletrobras: MME aprova diretrizes para definição de preço de Angra 3

    Continue lendo
  • Anac e CCR assinam contrato de concessão dos aeroportos do Bloco Central

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil