Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Leilão de Energia Nova A-5 contrata pela primeira vez energia produzida de resíduos sólidos urbanos

Home > Notícias > Leilão de Energia Nova A-5 contrata pela primeira vez energia produzida de resíduos sólidos urbanos

04 de outubro de 2021

Leilão de Energia Nova A-5 contrata pela primeira vez energia produzida de resíduos sólidos urbanos

Leilão de Energia Nova A-5 contrata pela primeira vez energia produzida de resíduos sólidos urbanos

Foi realizado nesta quinta-feira (30/09), o Leilão de Energia Nova A-5/2021 para a contratação de energia elétrica de novos empreendimentos com início de suprimento em 2026. O Leilão de Energia Nova A-5, realizado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE e pela Agência Nacional de Energia Elétrica - Aneel, atraiu investimentos da ordem de R$ 3,067 bilhões.

Com esse leilão inaugura-se a contratação de energia produzida pela recuperação energética de resíduos sólidos, com importante contribuição para o manejo adequado dos resíduos sólidos, principalmente em regiões metropolitanas, em alinhamento com o Plano Nacional de Resíduos Sólidos. 

Cinco distribuidoras apresentaram demanda para adquirir a energia oferecida pelas usinas participantes (CELPA, CEMAR, CPFL Jaguari, CPFL Paulista e Light). Com os acordos firmados, elas serão abastecidas por até 25 anos, a depender do tipo de fonte.

Os recursos viabilizarão obras de 40 usinas, que somam 860,796 MW de potência. Foram negociados contratos de geração hídrica, eólica, solar e de térmicas que utilizam como combustível biomassa e resíduos sólidos. Desta fonte destaca-se que a vencedora foi a URE Barueri, uma usina de potência de 20 MW e capacidade de processar até 825 toneladas de lixo por dia. Trata-se de um projeto  ambientalmente positivo pois, além de ser fonte renovável, reduz o volume de lixo depositado no meio ambiente. 
 
Este foi o terceiro leilão de energia nova organizado em 2021. O deságio médio das negociações foi 17, 48%, com preço médio da energia contratada de R$ 238,37.

Leia outras notícias

  • Capitalização da Eletrobras: MME aprova diretrizes para definição de preço de Angra 3

    Continue lendo
  • Anac e CCR assinam contrato de concessão dos aeroportos do Bloco Central

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil