Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

DIREITOS MINERÁRIOS DA CPRM - TO - Zinco, Cobre e Chumbo de Palmeirópolis

DIREITOS MINERÁRIOS DA CPRM - TO - Zinco, Cobre e Chumbo de Palmeirópolis 

Home > Projetos > DIREITOS MINERÁRIOS DA CPRM - TO - Zinco, Cobre e Chumbo de Palmeirópolis

Andamento do projeto

Estudos

Consulta Pública

Acórdão TCU

Edital

Leilão

Contrato

15/04/2018
14/09/2018
22/05/2019
12/07/2019
21/10/2019
21/12/2019
  • Concluído
  • Em andamento
  • A realizar

Newsletter

Cadastre seu e-mail para receber informações dos projetos de (Mineração)

  • CLASSIFICAÇÃO POR REUNIÃO

    1ª Reunião

  • SETOR

    Mineração

  • TIPO DE ATIVO

    Ativo Existente

  • Status do Projeto

    Em andamento

  • MODELO

    Concessão de Direito exploratório

  • TIPO DE INICIATIVA

    Estatal

  • UF

    TO

  • CAPACIDADE

    Complexo Polimetálico (Zinco, Cobre, Chumbo) de Palmeirópolis, contemplando seis títulos minerários e 6.050 ha.

  • ÓRGÃOS ENVOLVIDOS

    MME, CPRM.

  • PRAZO (ANOS)

    Três anos para conclusão da pesquisa complementar e três anos para implantação.

  • OUTORGA MÍNIMA

    R$ 15.000.000,00 (quinze milhões de reais)

Informações do projeto

Qualificado na 1ª Reunião do Conselho do PPI, em 13 de setembro de 2016, os Projetos de Exploração de Direitos Minerários integram o portfólio do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) na modalidade concessão. O processo envolve a participação de órgãos e instituições parceiras do governo federal. 

O projeto polimetálico de Palmeirópolis, assim tratado pela presença associada de Pb-Zn-Cu-Cd-Ag-Au, localiza-se no município homônimo, região sul do estado do Tocantins. Distante cerca de 520 km de Goiânia, o acesso se dá pelas rodovias GO-080, BR-153 e GO-343. Palmeirópolis dista 130 km da Rodovia Belém-Brasília e desta até os depósitos de minério o acesso é efetuado por estradas municipais e/ou vicinais não pavimentadas, com distância média de 25 km. As áreas da CPRM compreendem seis processos minerários, totalizando 6.050 ha, todos com relatórios finais de pesquisa aprovados.

 

  • Situação atual do projeto

    Documentação completa (edital, minuta de contrato, dataroom) disponível em:

    http://www.cprm.gov.br/publique/Informacao-Publica/Licitacoes/Leilao-5566.html

     

    O leilão do Complexo Polimetálico de Palmeirópolis/TO foi realizado na segunda-feira (21). Será realizada pesquisa complementar da área de exploração pela empresa australiana Perth Recursos Minerais Ltda., que ofereceu R$ 15 milhões em bônus e 1,71% em royalties sobre a receita bruta, na fase de produção. O certame foi um processo inédito de venda de ativos minerários de áreas que estão há mais de 30 anos inexploradas, sem gerar receitas para a União, porém com grande potencial. 

    O projeto integra o portfólio de ativos do PPI/Casa Civil e foi resultado dos esforços da Companhia de Pesquisas e Recursos Minerais (CPRM) e do Ministério de Minas e Energia (MME). A área tem potencial de produção de zinco, cobre e chumbo, dentre outros minerais. 

    Em investimentos, são esperados mais de R$ 255 milhões ao longo de 10 anos, além da expectativa de geração de 2.500 empregos.

    O bônus será pago em três parcelas: R$ 1,5 milhão na assinatura do contrato, R$ 6,0 milhões durante o período de pesquisa e R$ 7,5 milhões quando receberem a concessão de lavra. 

Galeria

Cobre, Chumbo e Zinco de Palmeirópolis TO

Cobre, Chumbo e Zinco de Palmeirópolis TO

Ver outros projetos

  • Leilão de Energia Nova (LEN) A-4 de 2019

    Veja Projeto
  • Terminal de Contêineres de Vila do Conde S.A. (Convicon)

    Veja Projeto