Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Assinatura do contrato de concessão da BR-101/SC à CCR ViaCosteira

Home > Notícias > Assinatura do contrato de concessão da BR-101/SC à CCR ViaCosteira

06 de julho de 2020

Assinatura do contrato de concessão da BR-101/SC à CCR ViaCosteira

br101sc

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a CCR ViaCosteira (empresa controlada pelo grupo CCR) assinaram hoje (6/7) o contrato de concessão de trecho da BR-101 no estado de Santa Catarina (SC). A cerimônia foi realizada no município de Jaguaruna e contou com a presença do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, da vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Cristina Reinehr, e do diretor-geral em exercício da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Marcelo Vinaud.
 
Também estiveram presentes na solenidade o Senador Jorginho Mello; o Secretário Nacional de Transportes Terrestres, Marcello Costa; a Secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias, Natália Marcassa; a Secretária Especial do PPI, Martha Seillier; o Secretário de Transportes do PPI, Thiago Caldeira; e o(a)s deputado(a)s Caroline de Toni, Rodrigo Coelho, Daniel Freitas e Ricardo Guidi. 
 
O projeto

A concessão abrange trecho de 220,42 quilômetros da BR-101 localizado entre os municípios de Paulo Lopes, na região metropolitana de Florianópolis, e São João do Sul, próximo à fronteira entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. 

O leilão foi realizado em fevereiro deste ano. O critério foi a menor tarifa, tendo a vencedora CCR oferecido o valor de R$1,97, o que representou um deságio de 62% sobre o preço teto fixado pela ANTT. O projeto demandará, ao longo dos 30 anos de concessão, investimentos estimados em R$ 7,4 bilhões para conservação, operação e monitoramento da via. 

O projeto envolve a construção de 18 passarelas, 23 rotatórias, 9 retornos, 25 pontos de ônibus, além da melhoria e ampliação de 31 acessos. A empresa vencedora também assume o compromisso de implementar seis bases de serviços operacionais, 2 postos de pesagem e programas de segurança viária.

Estima-se que serão gerados cerca de 1500 empregos diretos e indiretos, além de arrecadação de R$ 645 milhões em ISS pelos municípios envolvidos (além de Paulo Lopes e São João do Sul, o trecho concedido também atravessa os municípios de Garopaba, Imbituba, Laguna, Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubarão, Treze de Maio, Jaguaruna, Sangão, Içara, Criciúma, Maracajá, Araranguá, Sombrio, Santa Rosa do Sul).

Leia outras notícias

  • BNDES e governo do Rio Grande do Sul assinam contrato para viabilizar parceria pioneira em sistemas prisionais

    Continue lendo
  • Concessão dos Parques de Aparados da Serra e de Serra Geral avança no TCU

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil