Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Conselho do PPI recomenda qualificação dos Leilões de Compra de Energia Nova e de Instalações de Transmissão de 2020

Home > Notícias > Conselho do PPI recomenda qualificação dos Leilões de Compra de Energia Nova e de Instalações de Transmissão de 2020

24 de abril de 2020

Conselho do PPI recomenda qualificação dos Leilões de Compra de Energia Nova e de Instalações de Transmissão de 2020

Energia

Por meio da resolução 108, publicada no DOU (23/4), o Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos recomendou ao governo federal a qualificação no PPI dos leilões de geração de energia nova 'A-4' e 'A-6' e dos leilões de instalações de transmissão nº 1 e nº 2, todos de 2020.

Os leilões de compra de energia elétrica, especialmente os de novos empreendimentos de geração, são a base para a expansão do sistema elétrico brasileiro. 
 
O Leilão A-4/2020, cuja minuta de Edital foi objeto da Consulta Pública 002/2020-ANEEL, contempla a participação de empreendimentos das fontes hidrelétrica, eólica, solar fotovoltaica e biomassa. 

Já o Leilão A-6/2020 poderá contar com novas centrais geradoras de fontes hidrelétrica, termelétrica, eólica, solar fotovoltaica e biomassa.

O critério de seleção em ambos os Leilões é o menor preço da energia ofertada (em R$/MWh), observada a estratégia de partição da demanda entre as fontes definidas pelo MME, bem como a oferta relativa de cada fonte nos leilões.

Já os Leilões de Transmissão têm por objeto a concessão de serviço público de energia elétrica para a construção, operação e manutenção de instalações de que farão parte da Rede Básica do Sistema Interligado Nacional. 

O Leilão de Transmissão nº 1/2020, cujo Edital foi submetido à Consulta Pública 046/2019-ANEEL, contempla 300 km de linhas de transmissão e 2100 MVA de capacidade de transformação. Estimam-se investimentos da ordem de R$ 2 bi, distribuídos nos Estados do RS, MS, SP, CE e AM.

Por sua vez, o Leilão de Transmissão nº 2/2020 tem previsão de contar com 2.500 km de linhas de transmissão e 4.200 MVA de capacidade de transformação, totalizando investimentos de aproximadamente R$ 8 bilhões.


 

Leia outras notícias

  • BNDES e governo do Rio Grande do Sul assinam contrato para viabilizar parceria pioneira em sistemas prisionais

    Continue lendo
  • Concessão dos Parques de Aparados da Serra e de Serra Geral avança no TCU

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil