Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

PPI participa de Assinatura de Contrato entre Canoas/RS e BNDES para estruturação de projeto de iluminação pública

Home > Notícias > PPI participa de Assinatura de Contrato entre Canoas/RS e BNDES para estruturação de projeto de iluminação pública

10 de setembro de 2021

PPI participa de Assinatura de Contrato entre Canoas/RS e BNDES para estruturação de projeto de iluminação pública

PPP Canoas

O Secretário de Fomento e Apoio a Parcerias de Entes Federativos do PPI, Wesley Cardia, participou nesta quinta-feira (9/9), da Cerimônia de Assinatura de Contrato entre Canoas/RS e BNDES para estruturação do projeto de Parceria Público Privada (PPP), de Iluminação Pública. A solenidade foi realizada na sede da Prefeitura de Canoas e foi liderada pelo Prefeito de Canoas, Jairo Jorge. Pelo BNDES, participou o Superintendente de Governo, Pedro Bruno. 

O projeto vai possibilitar a adequação de postes e a substituição de todas as lâmpadas por luminárias com tecnologia em LED. Além disso, será estudada a implantação de telegestão, modernizando e tornando mais eficiente o serviço prestado aos canoenses.
 
Em toda a extensão territorial de Canoas, são 33.007 pontos de iluminação pública. A partir de agora iniciam as atividades de estudos, diagnósticos e modelagens do projeto com previsão de término de, aproximadamente, 18 meses para, posteriormente ocorrer o leilão e depois a estruturação e a operação. 

 
Apoio a subnacionais


O PPI atua para ampliar e fortalecer a interação entre o Estado e a iniciativa privada, por meio de celebrações de contratos de parceria para a execução de empreendimentos públicos de infraestrutura e de outras medidas de desestatização.
 
O Programa apoia projetos junto a entes subnacionais - estados e municípios - fomentando as parcerias público-privadas. O PPI oferece assistência técnica e institucional para produção de estudos de viabilidade, propostas de melhorias regulatórias e atração de investidores.

A qualificação do projeto viabiliza que o modelo estudado e definido seja replicado em outros municípios do país, com menor custo – dada a multiplicação da experiência bem-sucedida –, maior qualidade e segurança jurídica dos instrumentos contratuais, favorecendo a prestação de serviços de melhor qualidade à população.

Leia outras notícias

  • Anatel aprova o Leilão do 5G para o dia 4 de novembro

    Continue lendo
  • PPI recebe IPHAN para discutir a qualificação do Parque Histórico Nacional das Missões no Rio Grande do Sul

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil