Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Autorizado lançamento de edital da promessa de cessão dos Direitos Minerários do Complexo Polimetálico de Palmeirópolis/TO

Home > Notícias > Autorizado lançamento de edital da promessa de cessão dos Direitos Minerários do Complexo Polimetálico de Palmeirópolis/TO

11 de julho de 2019

Autorizado lançamento de edital da promessa de cessão dos Direitos Minerários do Complexo Polimetálico de Palmeirópolis/TO

marthaassinatura
Promovido pela Agência Nacional de Mineração (ANM) e realizado no Ministério de Minas e Energia (MME), nesta quinta-feira (11), o Diálogo com o Setor Mineral ficou marcado pela assinatura da autorização para o lançamento de edital da promessa de cessão dos Direitos Minerários do Complexo Polimetálico de Palmeirópolis/TO. A Secretária Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Martha Seillier, esteve presente juntamente com o Secretário de Energia e Aeroportos do Programa, Pedro Bruno Barros. Também estavam presentes o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque; o Presidente da CPRM, Esteves Pedro Colnago; o Diretor Geral da Agência Nacional de Mineração (ANM), Victor Hugo Froner Bica; e outras autoridades.

Com a autorização assinada, o edital será lançado nesta sexta-feira (12) e o leilão previsto para o dia 21 de outubro de 2019. A estimativa de arrecadação é de R$ 15 milhões com bônus. Em investimentos são esperados mais de R$ 255 milhões, além da expectativa de geração de 2.500 empregos. “Nós precisamos cada vez mais destravar esse tipo de agenda, ainda mais sabendo o potencial de geração de empregos e investimentos que essas agendas têm para todo o país”, disse Martha Seillier. 

A promessa de cessão de Direitos Minerários da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), na região de Palmeirópolis, é um processo inédito de venda de ativos minerários de áreas que estão há mais de 30 anos paradas sem gerar receitas para a União e com um grande potencial a ser explorado. “O PPI vem conduzindo essa discussão junto com a CPRM para destravar esse importante direito de exploração de minério que vinha há muito anos sem solução. Estamos falando que há 30 anos nós temos um ativo que não tem sido explorado”, afirmou a secretária especial. 

Segundo avaliação do Secretário e Energia e Aeroportos do PPI, Pedro Bruno Barros, o projeto de Palmeirópolis representa o início de um novo marco na exploração do setor mineral no país, porque será o piloto de uma carteira potencial de mais de 20 outros projetos. “Queremos trazer parceiros privados para a exploração desses ativos e para isso desenvolvemos um modelo atrativo que viabilizará a parceria, gerando renda, empregos e desenvolvimento local", ressaltou.

O projeto de Palmeirópolis tem caráter piloto e potencial de produção de zinco, cobre e chumbo, dentre outros minerais. Para além deste projeto, a CPRM possui cerca de 30 lotes de ativos minerários que poderão seguir o mesmo caminho gerando empregos, renda e fomentando o desenvolvimento local.

Leia outras notícias

  • PPI/Casa Civil participa de Encontro Econômico Brasil-Alemanha

    Continue lendo
  • TCU aprova concessão da BR-101/SC, integrante do portfólio do PPI/Casa Civil

    Continue lendo