Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Assinado contrato para movimentação de celulose no Porto de Paranaguá/PR, qualificado no PPI

Home > Notícias > Assinado contrato para movimentação de celulose no Porto de Paranaguá/PR, qualificado no PPI

28 de fevereiro de 2020

Assinado contrato para movimentação de celulose no Porto de Paranaguá/PR, qualificado no PPI

Contrato Paranaguá
Foi assinado pelo Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, nesta quinta-feira (27), com a produtora e exploradora de papéis, Klabin, o contrato para exploração de área para movimentação de celulose no Terminal de Contêineres Paranaguá (PR), ativo incluído no portfólio do PPI.
 
O leilão do terminal foi realizado em agosto de 2019 na B3, em São Paulo. A previsão é de que a empresa invista mais de R$130 milhões em investimentos na área adquirida em Paranaguá. O prazo de arrendamento é de 25 anos.

A ocupação dessas áreas, por meio da construção de armazéns, atenderá ao crescimento do segmento florestal dos Estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo, proporcionando o aumento da capacidade de movimentação de cargas do Porto de Paranaguá e das receitas portuárias.

A Secretária Especial do PPI, Martha Seillier, destacou a continuidade dos trabalhos do Programa nas agendas do setor portuário. "Já foram concluídas as Audiências Públicas dos Terminais ATU12 e ATU18 na Bahia (granéis sólidos minerais e vegetais), do Terminal MAC10 em Alagoas (granéis líquidos - ácido sulfúrico), e do Terminal MCP02 no Amapá (granéis sólidos vegetais). Em breve, os estudos serão protocolados para análise do TCU", explicou a Secretária.

E acrescentou: "O TCU já aprovou, nesse ano, os estudos de quatro terminais portuários de granéis líquidos no Porto de Itaqui - Maranhão. Os investimentos estimados somam quase R$ 500 milhões."

Porto de Paranaguá
 
A área, de 27.530 m², é greenfield, ou seja, ainda não conta com estrutura física, e tem capacidade estática total de aproximadamente 80 mil toneladas, considerando densidade média de armazenagem de 4 toneladas por metro quadrado para cargas gerais ou granéis sólidos. Ao todo, serão duas fases de implantação, sendo a primeira, para obtenção das licenças e construção do novo armazém, com início ainda este ano.
 
O Porto de Paranaguá, administrado pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA), é o segundo maior do país e o maior porto graneleiro da América Latina. Em janeiro deste ano, o porto registrou um aumento recorde de 29% na movimentação de contêineres, em relação ao mesmo período de 2019, sendo carne de frango congelado o principal produto exportado.
 
Com informações do PPI e do Minfra

Galeria

Contrato Paranaguá

Contrato Paranaguá

Leia outras notícias

  • Carteira de projetos do PPI é destaque durante visita oficial à Flórida (EUA)

    Continue lendo
  • Leilão do Trecho Sul da BR-101/SC garante mais de R$ 7 bilhões em investimentos e geração de 3.700 empregos

    Continue lendo