Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

PPI recebe consórcio AMFRI para falar sobre educação infantil em Santa Catarina

Home > Notícias > PPI recebe consórcio AMFRI para falar sobre educação infantil em Santa Catarina

10 de agosto de 2021

PPI recebe consórcio AMFRI para falar sobre educação infantil em Santa Catarina

Consórcio AMFRI

O Secretário de Fomento às Parcerias de Entes Federativos do PPI, Wesley Cardia, e o Diretor Marcel Olivi receberam nesta terça-feira (10/8) o presidente do consórcio de municípios AMFRI-SC e o prefeito do município de Porto Belo (SC), Emerson Luciano Stein, acompanhado do diretor executivo do consórcio, João Luiz Demantova, para tratar do pedido de apoio ao PPI para o projeto de parceria público-privada na área de educação infantil que o consórcio pretende estruturar em seus municípios.

O Decreto nº 10.134/2019 qualificou a política de fomento aos estabelecimentos da rede pública de educação infantil para fins de estudos de viabilidade e de alternativas de parcerias com a iniciativa privada para construção, modernização e operação de estabelecimentos da rede pública de educação infantil dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.

Essa medida foi orientada pelo Ministério da Educação, a partir do diagnóstico de relevante déficit de vagas no sistema de educação infantil, apontando a necessidade de 1,9 milhão de novas vagas, o que representa uma ampliação em 52% da quantidade ofertada em 2018.

“Dessa forma, a qualificação tem por objetivo estabelecer uma política pública de adesão pelos estados ou municípios, responsáveis pela sua implementação, em que se desenvolva um modelo contratual de parceria com a iniciativa privada a ser replicado no país. Assim, busca-se resolver problemas locais por meio de soluções replicáveis nacionalmente”, explicou o secretário Wesley Cardia para os representantes da AMFRI.

Já o diretor Marcel Olivi ressaltou que o PPI atua para ampliar e  fortalecer a interação entre o Estado e a iniciativa privada, por meio de celebrações de contratos de parceria para a execução de empreendimentos públicos de infraestrutura e de outras medidas de desestatização.

O Programa dispõe, desde 2019, de projetos junto a entes subnacionais, os estados e municípios, fomentando que sejam realizadas parcerias de investimento para disseminar modelos mais eficientes de oferta e gestão de serviços públicos. O Programa atua ainda no apoio aos entes por meio de assistência técnica, financeira e institucional para produção de estudos de viabilidade robustos, propostas de melhorias regulatórias e atração de investidores.

A qualificação da política viabiliza que o modelo regulatório estudado e definido seja replicado em outros estados e municípios do país, com menor custo – dada a multiplicação da experiência bem sucedida, maior qualidade e segurança jurídica dos instrumentos contratuais, favorecendo a prestação de serviço de melhor qualidade à população.

A estruturação dos projetos de concessões estaduais e municipais é custeada, com posterior reembolso, pelo BNDES ou pelo Fundo de Apoio às Concessões e Parcerias de entes federados (FEP), que tem a finalidade exclusiva de financiar serviços técnicos profissionais especializados, com vistas a apoiar a estruturação e o desenvolvimento de projetos de concessão e de parcerias público-privadas.

O Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Região da AMFRI – CIM-AMFRI tem como objetivo a promoção de licitações compartilhadas e a gestão associada de serviços e de políticas públicas para impulsionar o desenvolvimento sustentável nos Municípios que o integram, em especial nas áreas de agricultura e pesca, infraestrutura e mobilidade urbana, segurança pública, educação, inovação tecnológica, esporte, cultura e administração tributária.

Leia outras notícias

  • PPI, MDR e Caixa ampliam parceria com Banco Mundial para consultoria em projetos de concessão e PPP

    Continue lendo
  • Publicado o edital da Segunda Rodada de Licitações dos Volumes Excedentes da Cessão Onerosa

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil