Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Termina nesta quarta (16/12) prazo de agendamento para participar do roadshow da concessão das etapas 3 a 5 do Perímetro de Irrigação do Baixio de Irecê

Home > Notícias > Termina nesta quarta (16/12) prazo de agendamento para participar do roadshow da concessão das etapas 3 a 5 do Perímetro de Irrigação do Baixio de Irecê

15 de dezembro de 2020

Termina nesta quarta (16/12) prazo de agendamento para participar do roadshow da concessão das etapas 3 a 5 do Perímetro de Irrigação do Baixio de Irecê

Termina nesta quarta (16/12) prazo de agendamento para participar do roadshow da concessão das etapas 3 a 5 do Perímetro de Irrigação do Baixio de Irecê
O Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), em conjunto com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), convidam para o segundo roadshow sobre o projeto de concessão das Etapas 3 a 5 do Perímetro Irrigado Baixio de Irecê, na Bahia, a ser realizado nos dias 16, 17 e 18 de dezembro de 2020.
 
O perímetro de irrigação do Baixio de Irecê localiza-se no vale do São Francisco, a cerca de 500 km de Salvador, nos municípios de Xique-Xique e Itaguaçu da Bahia, e caracteriza-se por sua grande extensão de área irrigável (48 mil hectares). 
 
O objetivo é esclarecer dúvidas referentes ao projeto e às minutas de edital e contrato que se encontram em Consulta Pública, disponível em www.codevasf.gov.br/acesso-a-informacao/participacao-social/audiencias-e-consultas. O primeiro roadshow foi realizado entre os dias 20 a 29 de julho de 2020. 
 
As reuniões, com duração de 60 minutos cada, serão realizadas de forma individual com cada interessado e ocorrerão por meio de videoconferência, mediante agendamento prévio até o dia 16/12/2020 por meio do telefone (61) 2025-4218.
 
A concessão prevê a ocupação para exploração agrícola de uma área total de 21.500 hectares, sendo 13.298 hectares de terras irrigáveis. Em contrapartida, a concessionária se responsabilizará pela implantação, operação e manutenção da infraestrutura de irrigação de uso comum que atenderá as três etapas. A concessão prevê, ainda, a opção de transferência de propriedade das terras, baseada em critérios de desempenho. O projeto foi incluído na carteira do PPI com a publicação do Decreto nº 10.355/2020. 
 
A Codevasf já realizou investimentos da ordem de R$ 1 bilhão, que viabilizaram a implantação de parte significativa da infraestrutura do projeto, incluindo a estrutura de captação e bombeamento das águas do rio São Francisco e 42 km do canal principal, além do sistema de suprimento de energia elétrica. As etapas 1 e 2, com mais de 16 mil hectares, já foram licitadas e encontram-se em fase de ocupação, isto é, os proprietários dos lotes estão fazendo os preparativos para iniciar o plantio.
 
Para a implantação da infraestrutura de irrigação de uso comum das etapas 3 a 5, é previsto um investimento de R$ 331 milhões. Já o investimento para implantação das culturas na área irrigável é orçado em R$ 365 milhões, totalizando um desembolso total de R$ 696 milhões.
 
Acesse aqui a apresentação sobre o projeto feita durante a Audiência Pública. 

Leia outras notícias

  • Realizada concorrência da Floresta Nacional de São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul

    Continue lendo
  • TCU aprova estudos de concessão da BR-381/262/MG/ES e da Dutra

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil